Sábado, 20 de Julho de 2024
34°

Parcialmente nublado

Belém, PA

Anúncio
Geral SEGURANÇA PÚBLICA

Estado monta força-tarefa e reforça ações de combate à criminalidade em Jacundá

Governo enviou 30 agentes especializados para reforçar a segurança e investigações, além de garantir a tranquilidade para a população local

08/07/2024 às 15h41
Por: Redação Fonte: Secom Pará
Compartilhe:
Crédito: Augusto Miranda / Ag. Pará
Crédito: Augusto Miranda / Ag. Pará

Na manhã desta segunda-feira, 08, a cúpula da Segurança Pública do Estado, integrada pelo secretário de Segurança e Defesa Social, Ualame Machado, pelo comandante-geral da Polícia Militar, cel. Dilson Júnior, e pelo delegado-geral de Polícia Civil, Walter Resende, seguiu para Jacundá, sudeste paraense, para acompanhar de perto as ações de segurança que foram reforçadas com 30 agentes especializados, para combater a criminalidade e garantir a segurança da população, após as ações criminosas ocorridas na noite do último domingo, 07, naquele município.

Ações Imediatas -Logo após os homicídios, o Governo do Pará, por meio da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (Segup), montou uma força-tarefa com 30 agentes que atuam nas unidades especializadas das Polícias Militar e Civil, para fortalecer o efetivo local, auxiliar nas investigações e apurar, com maior celeridade, os homicídios ocorridos no município, que resultaram na morte de quatro pessoas, sendo três homens e uma mulher, na noite do último domingo.

Segundo as informações levantadas pela equipe da Divisão de Homicídios de Tucuruí e Núcleo de Apoio à Inteligência, que investigam os casos, os homicídios ocorreram entre 19h e 19h30 de domingo, em locais distintos, sendo dois no bairro Castanheira e outros dois no bairro Alto Paraíso, resultado de uma briga interna entre uma organização criminosa.

Diante dos fatos, pela manhã a cúpula de Segurança do Estado, juntamente com as equipes policiais locais e agentes que reforçam as ações da Delegacia de Polícia Civil do município, se reuniram para o alinhamento de informações e ainda para a articulação de medidas preventivas e repressivas, para o combate às ações criminosas na região, além de investigar, esclarecer todas as motivações dos crimes e prender os autores dos homicídios.

Segundo o secretário de Segurança Pública, Ualame Machado, já se pode afirmar que desde o início do mês, quando a polícia local, tanto Militar quanto a Civil, fizeram algumas grandes apreensões de drogas e algumas prisões, em especial da principal liderança de um grupo criminoso que atua no município, houve uma instabilidade interna dentro dessa organização.

“Então, a partir dessa briga interna tanto pela liderança da organização quanto pela perda e dívida dessa droga, desencadeou-se uma disputa interna entre eles, o que infelizmente ocasionou essa situação. Então, o que há de se ressaltar é que infelizmente as quatro pessoas que vieram a óbito ou eram faccionadas ou tinham alguma relação com o uso de droga. No entanto, em relação às outras três que foram atingidas por disparos, algumas delas não tinham qualquer relação com esse fato, e infelizmente estavam no local no momento do ocorrido”, explicou Ualame.

Investigações -Ualame Machado acrescentou ainda que “as investigações continuam, já estando bem adiantadas, com uma investigativa bem traçada para que possamos em breve dar uma resposta e, também, garantir o aporte da segurança pública, com agentes, helicóptero e toda a estrutura sendo disponibilizada para o município de Jacundá, para que as equipes possam trabalhar”.

O titular da Segup informou ainda: “Estamos com reforço especializado do Batalhão de Missões Especiais da Polícia Militar, que também conta com o policiamento ordinário, equipes da Divisão de Homicídios e Núcleo de Apoio à Inteligência da Polícia Civil de Tucuruí, a Coordenadoria de Operações e Recursos Especiais da Polícia Civil (Core). Portanto a população pode ficar tranquila que esse efetivo irá ficar dedicado não só à investigação, mas também ao policiamento na região, para que a organização que esteja causando desordem na região seja responsabilizada”, afirmou.

Integração -As ações de segurança seguem reforçadas para o esclarecimento de todos os fatos por equipes das Polícias Militar e Civil local, além das especializadas das Delegacias de Homicídios de Tucuruí e Marabá, Núcleo de Apoio à Investigação de Tucuruí, Coordenadoria de Operações e Recursos Especiais e Batalhão de Missões Especiais.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias