Quarta, 12 de Junho de 2024
27°

Tempo limpo

Belém, PA

Geral ASSISTÊNCIA ADEQUADA

Em Icoaraci, agentes de segurança são capacitados para atendimento de pessoas em situação de rua

Objetivo é garantir um atendimento mais sensibilizado e humanizado durante as abordagens às pessoas em condições de vulnerabilidade

30/05/2024 às 12h08
Por: REDAÇÃO 2 Fonte: Agência Pará
Compartilhe:
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Mais uma turma de agentes de segurança pública foi capacitada nesta quarta-feira (29) para atendimento humanizado de pessoas em situação de rua. A formação, ofertada pela Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (Segup), por meio da Diretoria de Políticas de Segurança Pública e Prevenção Social (DPS), destaca principalmente a assistência adequada à pessoa.

A capacitação, iniciada na terça-feira (28), tem o objetivo de orientar os agentes durante as abordagens às pessoas em condições de vulnerabilidade nas ruas para que aconteça um atendimento mais sensibilizado e humanizado. A capacitação teve adesão de 33 participantes de órgãos como Polícia Militar, Polícia Civil, Corpo de Bombeiro Militar, Guarda Municipal de Belém, Creas, Centro POP Belém e Centro POP Icoaraci e Consultório de Rua, da Secretaria Municipal de Saúde.

Na capacitação são abordados temas como: as políticas de assistência; a pessoa em situação de rua; da realidade do Brasil e do Pará, e ainda, foram realizadas oficinas e dinâmicas interativas para que os agentes possam compreender melhor o contexto da vulnerabilidade da população e dialogar de forma sistemática o trabalho de assistência social e segurança pública.

A capacitação também abrangeu uma rede de apoio que atua no município, a exemplo de órgãos municipais de assistência e de promoção social. Para a coordenadora do Centro POP de Icoaraci, Marli Silva, a formação é necessária para que haja um engajamento das forças que atuam no Distrito.

“É necessário que se articule esses vínculos e exista essa rede social, para que a gente possa dar seguimento às ações que são vinculadas às pessoas em situação de rua”, afirmou.

Já para a subtenente PM Sílvia dos Santos, do efetivo do Centro de Capacitação em Prevenção ligada a Diretoria de Polícia Comunitária e Direitos Humanos, a capacitação tem grande relevância por reunir a rede de assistência e demais integrantes do Sistema de Segurança Pública.

“Esse  evento traz informações sobre o funcionamento da rede e o papel de cada um na abordagem, direcionamento no fluxo de assistência e atendimento humanizado. A elaboração de um POP (Procedimento Operacional Padrão) é um marco, um diferencial no atendimento de pessoas que por vezes têm seus direitos violados ou desrespeitados”, assinalou.

De acordo com o coordenador de Política de Prevenção da Segup, tenente-coronel Celton de Jesus, a capacitação visou atender a rede, órgãos do Sistema Público de Segurança e instituições parceiras do município para normatizar o atendimento à população em situação de rua que muitas vezes encontra-se em situação de vulnerabilidade social.

"Através dessa capacitação nós estamos montando um protocolo de atendimento, que vise desde o atendimento policial, já que é o primeiro atendimento, até o recebimento da rede de proteção dessa pessoa em condição de vulnerabilidade, pessoa em condição de rua”, afirmou.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias